África
  Mundo
  Economía
  Direitos Humanos
  Saúde
  Ambiente
  Globalização
  Arte e Cultura
  Energia
  Politica
  Desenvolvimento
  Colunistas
 
  RSS o que é isso?
   ENGLISH
   ESPAÑOL
   FRANÇAIS
   SVENSKA
   ITALIANO
   DEUTSCH
   SWAHILI
   MAGYAR
   NEDERLANDS
   ARABIC
   POLSKI
   ČESKY
   SUOMI
   PORTUGUÊS
   JAPANESE
   TÜRKÇE
PrintSend to a friend
 

COLUNA
O vínculo entre mulheres e desenvolvimento
Babatunde Osotimehin*

Nações Unidas, maio/2013, (IPS) - A cada três anos, desde 2007, uma organização internacional de lobby chamada Women Deliver convoca uma conferência mundial para falar sobre assuntos relativos à saúde e ao bem-estar de mulheres e meninas.


Crédito: UNFPA
Babatunde Osotimehin
O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) tem o privilégio de participar destas conferências, e deseja unir-se a entidades multilaterais, organizações não governamentais e líderes globais para o terceiro encontro da Women Deliver, que acontece de 28 a 31 deste mês, em Kuala Lumpur, na Malásia.

Este ano nos centraremos em duas questões que afetam não apenas mulheres e meninas, mas também o desenvolvimento em geral, porque pesquisas mostram que o planejamento familiar voluntário e a saúde materna são dois elementos fundamentais para tirar da pobreza as nações em desenvolvimento.

Apresentaremos novas iniciativas para cada uma e buscaremos impulsionar a comunidade mundial tanto em matéria de apoio pragmático quanto financeiro.

O UNFPA promove o planejamento familiar voluntário desde que começou a funcionar, em 1969, e se algo aprendemos nas décadas transcorridas desde então é que a capacidade das mulheres de planejar quando querem ter seus filhos é essencial para o progresso nacional em todas as áreas, da educação à saúde ou à prosperidade econômica.

E, o que é igualmente importante, aprendemos que o planejamento familiar se refere a algo mais além de preservativos e outros elementos para implementá-la. Trata-se de direitos humanos, informação e educação.

Na conferência da Women Deliver, o UNFPA lançará uma nova associação com a Federação Internacional de Paternidade Planejada (IPPF) para aumentar o acesso ao planejamento familiar em algumas das áreas do mundo onde é mais difícil de se chegar.

Em cooperação com a IPPF, buscaremos impulsionar os compromissos políticos em 13 nações com uma prevalência baixa no uso de preservativos, a fim de incrementar o apoio aos programas para educar as mulheres e os homens sobre os benefícios do planejamento familiar.

A segunda iniciativa importante do UNFPA na realidade ocorre nos dias anteriores à conferência da Women Deliver, quando somos coanfitriões de um simpósio sobre o papel crucial e de primeira linha que têm as parteiras na hora de reduzir as mortes maternas e as sequelas relacionadas com o parto, bem como melhorar os indicadores nacionais de saúde em geral.

As principais agências da Organização das Nações Unidas (ONU), representantes da sociedade civil, políticos e funcionários governamentais de nações doadoras se uniram a mais de 230 parteiras para discutir como aumentar a quantidade e melhorar suas habilidades nos países em desenvolvimento.

No simpósio, o UNFPA, junto com seus sócios da Intel, Organização Mundial da Saúde e Jhpiego, uma entidade não governamental vinculada à Universidade Johns Hopkins, desenvolveram um novo módulo de capacitação na internet para trabalhadoras que estão na primeira linha da saúde materna, para ajudá-las a abordar problemas como pré-eclampsia, as excessivas hemorragias pós-parto e os trabalhos de parto prolongados e com obstruções.

Estas complicações médicas podem ser questões de vida ou morte para as mulheres que dão à luz no mundo pobre, por isso esta é uma iniciativa de importância crucial.

Porém, está claro que estas iniciativas sobre planejamento familiar e saúde materna somente terão êxito se forem abraçadas por líderes governamentais em posição de financiá-las e apoiá-las. E frequentemente há obstáculos para isso.

O primeiro obstáculo é, naturalmente, o dinheiro. Os governos, que se esforçam para atender as necessidades básicas de seus cidadãos, enfrentam uma severa competição por recursos escassos. Contudo, o planejamento familiar e a saúde materna são tão importantes para o desenvolvimento no longo prazo que deveriam estar entre as principais prioridades de gasto para os governos de nações em desenvolvimento.

E, como ajudar as nações subdesenvolvidas a saírem da pobreza é tão vital para a segurança internacional e para a economia global, o planejamento familiar voluntário e a saúde materna deveriam ser prioridades de investimento para as nações desenvolvidas também.

O segundo obstáculo no caminho das iniciativas de planejamento familiar, em particular, são algumas práticas culturais. O triste é que algumas sociedades ainda negam os direitos humanos de metade de suas populações em nome de tradições culturais que infligem danos físicos, sociais e psicológicos a mulheres e meninas.

O UNFPA considera que há muito terminou o tempo em que os homens podiam ou tinham permissão para ditar os direitos reprodutivos das mulheres. As meninas não deveriam ser obrigadas a casar. As relações sexuais sempre deveriam ser praticadas sem coerção. E cada mulher deveria ter os meios de desfrutar de seu direito humano e liberdade de escolher se terá filhos, quantos e quando.

Apresentaremos estes assuntos na conferência da Women Deliver em Kuala Lumpur, e espero que todos os que participarem partam com um compromisso renovado para o papel central que estes temas têm no futuro da humanidade e na abordagem dos desafios do planejamento familiar e da saúde materna de um modo direto. Envolverde/IPS

* Babatunde Osotimehin é subsecretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) e diretor-executivo do Fundo de População das Nações Unidas. (FIN/2013)

 
Terramérica - Meio Ambiente e Desenvolvimento
  Mais noticias
News in RSS
 Sri Lanka recorre e métodos ancestrais contra a mudança climática
 Salva-vidas afunda ainda mais a Grécia
 Ampliação de estrada atenta contra patrimônio cultural indiano
 A ignorada faceta produtiva da cannabis
 DESTAQUES: Código de barras até em colmeias
 REPORTAGEM: Estrada no Parque Nacional do Iguaçu pode acabar em impasse
 "Quando a corda da desigualdade se rompe, você tem uma crise política"
 Direitos femininos serão eixo de reunião do UNFPA em Montevidéu
 Preocupa que tensão entre Rússia e Estados Unidos afete negociação nuclear
 Trabalhadores espanhóis vítimas de disputa entre Madri e Gibraltar
MAIS>>
  Latest News
News in RSS
 U.S. Airdrops to Kobani Kurds Mark New Stage in ISIL Conflict
 History of Key Document in IAEA Probe Suggests Israeli Forgery
 Pressure Building on Obama to Impose Ebola Travel Ban
 Despite Public’s War Weariness, U.S. Defence Budget May Rise
 Ahead of Myanmar Trip, Obama Urged to Demand Extractives Transparency
MORE >>
  Ultimas Noticias
News in RSS
 EEUU ayuda a combatientes kurdos en Siria y Turquía da un giro
 Al Bagdadi y la guerra sin cuartel en nombre del califato
 Costo y oportunidad del petróleo no convencional en Argentina
 Indígenas panameños quieren aprovechar mejor sus bosques
 Historia de documento de la AIEA sugiere falsificación de Israel
MÁS >>