RIO+20:
Pouca poesia na Cúpula dos Povos
Mario Osava
Rio de Janeiro, Brasil, 17/6/2012 (TerraViva) (IPS) - O ator Nelio Fernando está na Cúpula dos Povos declamando poemas.

"Mario Quintana, Vinicius", oferece ele, ao lado do cartaz indicando R$ 1,00 como preço de um poema declamado. "Alguns pagam mais", reconheceu.

Cecilia Meireles e Olavo Bilac são outros poetas bem cotados. "Na sexta declamei muito", mais de 200 poemas, informou.

Ante a resposta negativa de alguns, esclareceu que o público de eventos como a Rio+20 não é muito receptivo.

Na FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty), chegou a superar 500 declamações num dia. Se mapeasse as feiras literárias, onde tem maior audiência, poderia viver disso, garantiu.

Mas ganha a vida com outras atividades como "ator, palhaço e dançarino", no teatro e outros espetáculos. É de São José dos Campos, cidade paulista, mas vive no Rio há pouco mais de um ano. Envolverde/IPS (END/2012)